marski 85px 

 

  • chimborazo
  • sajama
  • curso
  • willamakilisani
  • Vulcões do Equador: Cotopaxi 5870m + Chimborazo 6310. Saídas durante todo o ano !
  • Expedição ao Sajama, maior montanha da Bolívia com 6542m. Próximas saídas para Junho / Julho 2015
  • Expedição Pequeño Alpamayo + Curso Alta Montanha. Próximas saídas para Junho / Julho 2015
  • Huayna Potosi, 6088m + Curso de Alta Montanha na Bolívia. Próximas saídas para Junho / Julho 2015

 

 

Rapel - Transpondo nós em cordas danificadas

(matéria publicada pelo autor no Mountain Voices, edição 140 de 2014)

Fazer um rapel é a coisa mais trivial do mundo, certamente ninguém tem dificuldades com isso, correto ?

Agora imagine o seguinte cenário:  

Você está escalando tranquilamente com o seu parceiro, vocês chegam em uma das paradas da via, e enquanto estão conversando ali, inadvertidamente seu colega derruba uma pedra do platô no qual vocês se encontram... E essa pedra durante a queda acerta de forma violenta a corda de escalada de vocês, rompendo a capa e expondo a alma da corda...

corda destruida

 

Continue Lendo

ImprimirEmail

Escalada de Alta Montanha = Dano Cerebral ?
Escalada de Alta Montanha = Dano Cerebral ?

por Davi Marski, em setembro de 2009 Eu pratico várias modalidades de escalada. Principalmente escalada tradicional e escalada de alta montanha. Faço isso há 20 anos.

Em 2002 tive o meu primeiro contato real com a hipóxia de altitude.

Para quem não sabe, a medida em que subimos as grandes mon [ ... ]

Como usar uma estaca de neve
Como usar uma estaca de neve

Como usar uma estaca de neve
 

Sistema Brasileiro de Graduação de vias de escalada
Sistema Brasileiro de Graduação de vias de escalada

Por Flávio "Doce" Aguiar, à partir de texto de Flávio Wasniewski/Interclubes-Rio (Atualmente, Femerj) Considerando que em nosso país, muito se aprende e se adapta daquilo que chega baseado em experiências estrangeiras, o sistema de graduação de escaladas em rocha não poderia fugir à regra. [ ... ]

Fama é a sombra de uma paixão que fica sob a luz.

Khalil Gibran