marski 85px 

 

  • chimborazo
  • sajama
  • curso
  • willamakilisani
  • Vulcões do Equador: Cotopaxi 5870m + Chimborazo 6310. Saídas durante todo o ano !
  • Expedição ao Sajama, maior montanha da Bolívia com 6542m. Próximas saídas para Junho / Julho 2015
  • Expedição Pequeño Alpamayo + Curso Alta Montanha. Próximas saídas para Junho / Julho 2015
  • Huayna Potosi, 6088m + Curso de Alta Montanha na Bolívia. Próximas saídas para Junho / Julho 2015

 

 

Rapel - Transpondo nós em cordas danificadas

(matéria publicada pelo autor no Mountain Voices, edição 140 de 2014)

Fazer um rapel é a coisa mais trivial do mundo, certamente ninguém tem dificuldades com isso, correto ?

Agora imagine o seguinte cenário:  

Você está escalando tranquilamente com o seu parceiro, vocês chegam em uma das paradas da via, e enquanto estão conversando ali, inadvertidamente seu colega derruba uma pedra do platô no qual vocês se encontram... E essa pedra durante a queda acerta de forma violenta a corda de escalada de vocês, rompendo a capa e expondo a alma da corda...

corda destruida

 

Continue Lendo

ImprimirEmail

Como fazer um Muro de Escalada
Como fazer um Muro de Escalada

Criada na Ucrânia na década de 70 e introduzidas nos EUA pelo escalador Toni Yaniro, as estruturas próprias para a prática da escalada indoor vem se tornando populares e, a cada dia, recebendo mais praticantes em busca do aperfeiçoamento das capacidades físicas exigidas pelo esporte. Caracter [ ... ]

Lesões de dedos - Polia A2 e outros
Lesões de dedos - Polia A2 e outros

Por Davi Marski, em maio de 2009 Este é um post que enviei para a lista do HangOn (www.hangon.com.br) e como houve um interesse no assunto, para poderem linkar, etc.. e tal. Nem adiante continuar lendo o assunto se você não for da área médica ou se já não for um escalador lesionado.. Mas a g [ ... ]

Nó Volta de Fiel (Nó Fiel)
Nó Volta de Fiel  (Nó Fiel)

por Davi Marski, novembro de 2007 Pois bem...  volta e meia nos deparamos com situações que necessitamos de um nó rápido de ser feito e no qual possamos confiar. O uso mais comum do nó "volta de fiel" (ou simplesmente "Nó Fiel") talvez seja para realizar uma *segunda*  ancoragem a  [ ... ]

O prazer do risco está no controle necessário para experimentá-lo com segurança, fazendo com que o que parece ser perigoso para quem observa seja, para o participante, uma simples questão de inteligência, habilidade, intuição, coordenação, ou em uma palavra: experiência. Escalada em particular, é um passatempo paradoxalmente intelectual, mas com a seguinte diferença: você tem que pensar com seu corpo. Cada movimento tem que ser trabalhado como se você estivesse jogando xadrez com seu corpo. Se eu cometo um erro as consequências são imediatas, óbvias, embaraçosas, e provavelmente dolorosas. Por um curto período eu sou diretamente responsável pelas minhas ações. No belo, silencioso, mundo das montanhas, me parece válido esse pequeno risco.

-A. Alvarez